51 986 119 004
Consultoria   |   Home chef   |   especial cake
sobre

Chef Pretta Santos

A relação de Pretta Santos com as panelas começou ainda na barriga da mãe Ana Elci, que trabalhava como cozinheira no Plaza São Rafael para sustentar a família. No entanto, levou 23 anos para que ela descobrisse sua paixão pela culinária. 

 

Nesse tempo, “se testou” em diferentes profissões. Trabalhou em um famoso salão da capital, o Sem Rótulo, e administrou uma empresa familiar do ramo de ferramentas motorizadas. Fez vários cursos, iniciou o técnico de enfermagem e fez três anos de Direito, mas não terminou. “Me dava bem nas empresas por onde passei e fazia tudo com muita excelência. Mas faltava alguma coisa e eu não sabia explicar o que era”, recorda a chef. 

 

Quando trancou a faculdade de Direito, decidiu fazer um curso de Confeitaria e Panificação, no Senac, para aprender algo novo, mas sem compromisso. “Nessa época eu morava em Capão da Canoa. Trabalhava como vendedora em uma empresa muito forte aqui no Estado. Ganhava bem”, lembra ela, que conta: “Quando terminei o curso, decidi que iria aperfeiçoar o aprendizado.  Comecei a atender pequenas encomendas de doces, bolos e salgados. Com o tempo, a coisa tomou corpo e já atendia festas de médio e grande porte. As pessoas começaram a gostar do que eu fazia e a fazer minha propaganda umas para as outras”. 

 

Quanto mais encomendas recebia, mais prazer em cozinhar ela tinha. Foi quando abandonou o emprego que lhe dava estabilidade financeira e decidiu apostar em uma nova carreira. Começou na gastronomia como saladista em um tradicional restaurante na praia. Sua facilidade em aprender foi percebida pelos donos que lhe promoveram a auxiliar de cozinha e, alguns meses depois, a Sous Chef. “Continuei me qualificando na gastronomia. Fiz curso no Egas de Cozinheiro e foi aí que a chave caiu mesmo de que a cozinha era o meu lugar, como era o da minha mãe”.    

 

Já totalmente envolvida, decidiu dar um importante passo: aceitou o convite para ser Chef de um restaurante que estava inaugurando em Porto Alegre, o Rosario Resto Lounge. “Foi um grande desafio, pois além de ser algo novo, eu também precisava voltar para Porto Alegre. Mas, como nunca fui de fugir de um desafio, aceitei. Trabalhei por dois anos no local. Sai para uma nova empreitada, mas fui chamada novamente para criar e implantar um novo cardápio, saindo em 2018”, recorda. 

 

Pretta Santos passou, então, a desenvolver projetos que sempre sonhou. Ingressou na faculdade de Gastronomia, na UniRitter e iniciou consultoria a restaurantes. “Era chamada para avaliar a cozinha e ver o que precisava mudar, desde logística até cardápio. Testava novos pratos, fazia contratações, ou seja, deixava tudo alinhado para o dono”, explica.  

 

A fase empreendedora durou pouco tempo, pois ao dar uma consultoria para um novo empreendimento, a afinidade foi tanta que o cliente a contratou como chef do local. O que era para ser apenas a consultoria para a criação de um cardápio e entrevistas para escolha dos funcionários, se transformou em uma relação profissional que gerou um dos grandes sucessos da gastronomia na capital. “Fiz pesquisa durante meses para aprender sobre os hábitos da realeza até conceber o ‘Chá da Rainha’, carro chefe hoje no Notting Hill”, recorda, e completa: Fiz adaptações para a culinária brasileira, pois também temos os nossos costumes e a ideia caiu no gosto não só dos porto-alegrenses, mas dos turistas que vem a cidade. Também desenvolvi um menu à la carte e doces incríveis, que enchem os olhos e boca”. 

 

O sucesso foi tão grande que, recentemente, o serviço recebeu o prêmio Sabores do Sul 2019, na categoria “Melhor Chá da Tarde”. “A premiação fez todo o trabalho árduo dos últimos meses valer a pena. Eu concebi a ideia, mas ela só se tornou possível porque pude contar com uma equipe extremamente qualificada e competente, que ajudou a implantar um novo hábito na capital gaúcha: o do velho e bom chá da tarde com os amigos”, avalia Pretta Santos.  

 

Mas, nem o sucesso adquirido ao longo da carreira fez com que morresse o desejo antigo de ter o próprio negócio. “Gosto de desafios e decidi dar um novo passo. Estou lançando a empresa Pretta Santos Soluções Gourmet. Com ela, pretendo continuar as consultorias, que é uma coisa que eu amo fazer, mas também atuarei com Home Chef, preparando jantares particulares, e farei eventos corporativos, casamentos e festas de todos os portes”, informa.  

 

Pretta Santos destaca que o ramo da gastronomia no Brasil é muito competitivo, pois há chefes de grande excelência atuando. “Temos excelentes profissionais no mercado e o Brasil tem iguarias e alimentos fantásticos para se fazer comida boa. Eu tenho quase duas décadas de experiência na gastronomia, mas isso não quer dizer que se sabe tudo. Estou cheia de expectativas para esse novo momento. Para mim, o ano novo começa agora”, finaliza.